quarta-feira, 16 de outubro de 2013

+ de Deus - de mim: Ah! Que maravilha!

Este propósito foi do próprio Deus para mim. Simples como Ele. Mas, tão glorioso quanto Ele.
Antes eu vinha vivendo de dúvidas, do passado (até mesmo sem perceber). Abri a minha visão quanto a simplicidade, pureza e temor à Deus; graças a Ele.

Ele havia me perdoado dos meus erros, as pessoas também, mas eu não. Em uma busca eu tive que dizer para mim mesma: "Eu te perdoo Jéssica!".

Deus me apresentou e me deu a Sua intimidade. Somente aqueles que O tem, sabem do que estou falando. Intimidade como nunca pensei ter, mas sabe como consegui?

Eu procurava fazer a vontade de Deus, mas daí, Deus colocou dentro de mim pedir a Sua vontade de uma forma diferente. Ainda que eu tivesse alguma coisa pra Lhe apresentar e Lhe pedir, eu passei a pedir: "Eu já não tenho mais vontades, eu quero a Sua."

Ele me deu o Seu fruto, longanimidade, alegria, paz; Este testemunho é para a honra e glória dEle porque eu não sou nada. Mas Ele me fez sentar-me junto a mesa dEle e ceia com Ele kkkkkkkkk.

No sábado, nós da FJU nos preparamos buscando o Espírito de Deus. Os jovens, assim como os obreiros (as), saíram dali diferentes. No domingo, sentamos todos juntos unânimes, via-se claramente a expectativa de cada um de nós, todos em espírito de oração e enquanto esperávamos cada um estava a meditar na Palavra de Deus, todos em um só Espírito.

Lancei sobre Deus a minha ansiedade para aquele momento e Ele me confirmou com a Sua certeza; Foi tão simples e tão glorioso; CERTEZA! CERTEZA ABSOLUTA! CERTEZA DE QUE SOU FILHA DELE! (ou como o bp mesmo disse, filho)

Eu estava no banco pela segunda vez, porque havia entrado na Obra com muitas dúvidas pois havia passado a olhar muito para mim mesma com respeito o que eu tinha que fazer ou deixar de fazer, cobrava muito de mim mesma e acabei me cegando com isso. Até que o meu Deus, pela Sua infinita misericórdia, inundou o meu ser de tal forma que nunca mais me enxergarei como antes e a minha CERTEZA é a Palavra dEle, Ele cumpre o que diz: "Não permitirei que os teus pés vacilem, guardarei a tua alma." (Salmos 121)

E não acabou não... Terminado a reunião, o bispo reuniu todos os obreiros (as) para uma breve reunião e pediu para que todos que estavam no banco por dúvidas ou não havia nascido de Deus e agora tinham a CERTEZA, levantassem a mão. Eu e outros obreiros (as) levantamos e a determinação: Pode por o seu uniforme! kkkkk

Deus é Grandioso! Ele conhece a cada um. Sabe de cada um, assim como nós sabemos de nós mesmos. E naquela hora foi Deus que havia nos enxergado e dado aquela determinação ao seu anjo, o anjo da Igreja representado pelo bp.

Mas também não tive pressa de colocar o uniforme, não estava ansiosa, apenas me deliciando da intimidade com meu Deus. A Obra vai muito além de trabalhar no salão ou de fazer algo na Igreja, a Obra começa dentro de nós, entre nós e Deus.

Obrigada dona Graciele e as esposas que estiveram na mesma fé com a sra e conosco que participamos deste propósito. Tenho certeza que a oração de cada uma contou imensamente ao nosso favor diante de Deus e a simplicidade e humildade das senhoras a cada post, passou-me a visão de Deus para a minha vida ao trazer para mim mesma.

Deus as abençoe, como tenho certeza que as senhoras já receberam em dobro.

Na Fé!
Jéssica Cunha, Volta Redonda/RJ.