sexta-feira, 17 de agosto de 2012

O Fruto do Espírito Santo - 5º Dia

Este é um assunto menos complicado de se entender, porém é o mais difícil de se realizar... não é difícil ter acesso, mas muitos acabam se preocupando mais com os dons do Espírito e, deixando de lado o exercício constante de uma vida que reflita o Caráter de Deus.

E também, é mais fácil manifestar os frutos espirituais com pessoas de longe e, que não se ver tanto, do que aquelas pessoas, que vivem conosco e que presenciam constantemente as nossas atitudes. Para estes, é mais difícil, e até impossível. 

O fruto do Espírito é dado naturalmente... você já viu alguma árvore se espremendo para dar fruto? Claro que não!

Sabemos que o fruto é o resultado final do que se planta... vamos entende sobre isso mais à fundo: se alguém pretende colher um determinado fruto, ela precisa planta a semente primeiro desse fruto, para colher, certo?

Mas o que acontece muitas vezes é, que muitas se esquecem de semear (atitudes) ou se cansam de semear. E depois se surpreendem quando a colheita boa não vem (O batismo no Espírito Santo). Muitos querem os frutos do Espírito Santo, mas muitos não começam a semear com atitudes a semente… esperam, que o Espírito Santo desça sobre elas para depois ter os frutos, mas não é assim.

Se eu quero ter os frutos do Espírito Santo, eu preciso ser primeiro um Bom Agricultor, preparar a terra apropriada (preparar a minha vida, limpar o meu coração e começar a praticar estes frutos, mostrar que eu quero! Que eu desejo!). Se vem uma situação que a emoção me diz que eu tenho que está triste, eu vou agir com a alegria porque eu quero ter este fruto nas dificuldades, creio que Deus é comigo... Se minha amiga me decepciona, o normal pra este mundo é você ter ódio dela... mas, eu sei que eu posso escolher ama-la, porque eu também não sou perfeita... qualquer situação que se passa você pode escolher (sacrificar) e praticar um fruto do Espírito Santo, você vai mostrando que você quer.  

Também ás vezes, o agricultor planta e a chuva não é suficiente para uma boa colheita... semeia, mas vem a tempestade e carrega para longe a semente. Às vezes ele planta, mas vêm os insetos e acabam com a lavoura. Nem por isso ele deixa de plantar. É persistente porque sabe que, a seu tempo, a colheita virá (Quem quer ser batizado no Espirito Santo, não se cansa! Não desanima! Ele luta até o fim, até chegar o… Ah, que dia! ).