quarta-feira, 4 de julho de 2012

Esperamos e fomos fiéis um ao outro


Dona Graci, não sei se a senhora se lembra de mim, eu sou aquela obreira que estava namorando com um pastor que foi para o Peru que a senhora orientava. Pois é Dona, estou casada a 9 meses, Deus abençoou :-)

Eu vi o recadinho da senhora na página do blog sobre o testemunho... Eu não ia enviar, mas quando meditei naquela frase: QUER GANHAR ALMAS? Ai mudei de idéia rapidinho... Eu desejo que a minha experiência ajude alguém, e obrigada, muito obrigada pelas suas orientações, mesmo que não temos conversado mais, já faz tempo... mas, através de suas mensagens sigo sendo orientada.

Então... conheci o meu esposo quando ia completar 18 anos, começamos a conversar  e a orar entregando os nossos sentimentos  nas mãos de Deus. Foram dez meses conversado e orando... ele foi para a Catedral do estado, ele estava no iburd se preparando para o altar, e foi chamado e escolhido por Deus.

Um dia ele me liga e diz: Olha você vai ter que ser forte, estou indo fazer a obra no Peru.

Naquele momento veio uma dor dentro de mim, imagine dez meses conhecendo uma pessoa, orando e, ao invés de ouvir que meu namoro seria abençoado, eu ouvi que o rapaz que eu gostava, o meu futuro namorado ia embora para outro país. Foi difícil, eu chorei, mas entreguei nas mãos de Deus e, passei a tentar me acostumar com a idéia, sem nem ao menos saber se iríamos namorar ou não.

Ele começou a se preparar para viajar, tirar o passaporte, enfim, a preocupação dele estava no altar. Fiz um voto com Deus em um domingo... eu disse para Deus que se Ele realizasse o meu sonho eu faria como Ana e, devolveria o meu sonho a Ele, entregaria o meu sonho no altar de Deus por todos os dias da minha vida.

Naquele mesmo domingo meu futuro namorado me liga e diz : Vem para a Catedral hoje ás 18:00 horas que o Bispo vai nos atender. E naquele mesmo dia o nosso namoro foi abençoado. Que alegria dentro de mim... Deus cumpriu sua promessa.

Porém dias depois foi a minha vez de cumprir a promessa que fiz a Deus. Foi a hora de entregar o meu namorado, a minha vida, o nosso relacionamento e o nosso futuro no Altar como havia prometido, ele se despediu de mim e, em momento algum pedi pra ele ficar. Ele me deu um beijo, minhas lágrimas caíram e ele foi embora.

O sacrifício dói...

Foram três anos e dois meses de namoro à distância, e-mails, telefone, MSN(isso quando dava), mas como diz a palavra de Deus o verdadeiro amor tudo crê, tudo espera e tudo suporta. E o nosso amor suportou e esperou. E no meio de tudo isso, a D.Graci me orientava, ela dizia para eu jamais chorar, e nem demonstrar tristeza ao meu namorado e sim, sustentá-lo na fé, através das orações e, por em prática tudo o que aprendia na aula de noivas com o Bispo... E assim foi.

E chegou o dia em que depois de tantas lutas Deus nos abençoou, o nosso casamento foi liberado. Hoje estou casada com o homem que eu amo, fazendo a obra no altar ao lado dele, esperamos e fomos fiéis um ao outro até chegar o dia do nosso casamento .

Eu espero ajudar alguém através desse testemunho. Sacrifique os seus sonhos para sonhar os sonhos de Deus. Pois se sonhamos os sonhos de Deus sempre alcançamos a vitória.

 As muitas águas não podem apagar este amor, nem os rios afogá-lo; ainda que alguém desse todos os bens de sua casa pelo amor, certamente o desprezariam. Cantares 8.7

Deus abençoe,

Kamilla Ferreira