terça-feira, 3 de julho de 2012

A gravata



Olá!

Gostaria de falar um pouco sobre a experiência que eu tive com o meu coração. Eu tenho um sonho, o sonho de ir para o Altar e certa vez, comecei a namorar com um pastor auxiliar. Mas com o passar do tempo eu percebi que não tínhamos nada ver um com o outro, vivíamos dizendo: Eu te amo, mas parecíamos dois estranhos.

Ele não se abria comigo e muito menos eu para com ele. Ele fazia de tudo para me agradar (as minhas vontades), pois era a maneira para não me perder. Eu percebi e vi que estava com ele só pelo fato dele ser pastor, pois o meu coração palpitava de emoção por eu está namorando um pastor auxiliar, nós tínhamos o apoio dos nosso responsáveis.

Eu percebi que aquilo estava me afastando de Deus e, sabia que minha Salvação estava por um fio. Foi quando eu decidi travar uma guerra contra o meu coração, não foi fácil, pois a voz do coração queria me convencer dizendo: “não termine! Você vai ficar solteira, Imagine o que vão pensar de você? Você vai machuca-lo! E vai perder a chance de ir para o Altar!

Mas a razão me fez olhar mais à frente, pois eu teria um casamento frustrado, porque eu estava olhando com os olhos do coração – A gravata. E não estava olhando o seu caráter, eu sabia que aquelas atitudes estavam desagradando ao meu Senhor. Eu decidi terminar, mas a guerra não parou, pois fui muito julgada. Mas a razão me fez pensar, o que adiantaria viver de aparência, sendo que Deus conhece o nosso interior? Falei para o meu Deus: “Posso morrer solteira, mas se eu morrer salva, é o que me basta!”. É com essa sinceridade que Deus me revestiu de forças.

Foi difícil vencer o coração, mas venci porque a minha prioridade da Salvação está em primeiro lugar. Nos dias de hoje não há tempo de se brincar com a Salvação da alma, pois a volta do Sr.Jesus está próxima e, não dar mais tempo para ouvir a voz do coração, porque ele é um grande enganador!

Hoje sei que Deus está me preparando e moldando para fazer uma pessoa feliz e, juntas, ganharemos almas para o Reino Dele. Espero que através desta experiência, eu possa ajudar a pessoas que estejam passando pelo mesmo que um dia eu passei.

Que Deus abençoe,

Emanuela Santos