domingo, 18 de julho de 2010

Quando cheguei na Igreja Universal - Conversão 1


Gostaria de contar um pouquinho resumidamente da minha chegada na IURD, a onde eu conheci o Senhor Jesus. Eu cheguei com 12 anos de idade (idade de criança, mais com muuitos problemas). Eu era uma criança que vivia doente, tinha muitos traumas e sem vontade de viver. Não conseguia fazer nada, eu vivia com medo, medo de dormi, medo de ir para escola, eu nunca conseguir terminar os meus estudos, parei umas 2 vezes, e muito complexada. Minha casa, eu não tinha paz, com tantas brigas que havia dos meus pais.

Ninguém me entendia, eu via coisas, sentia coisas e ninguém acreditava em mim, a ponto de me sentir um nada. Minha avó, vendo tudo isso, começou a me levar em um centro espírita que ela freqüentava há anos, e aí foi que as coisas piorou.
Em casa, pelas circunstâncias dos problemas, minha mãe não me dava atenção (Claro Deus não habitava naquela família), e com isso, eu fui me revoltando por dentro, comecei a fazer tudo aquilo que era errado para chamar a atenção, me tornei agressiva, respondona, infeliz, me sentia a tal nas ruas, porque tinha coragem de fazer tudo de errado para chamar atenção (fiz coisas horríveis que me arrependo até hoje).

E foi nessa situação, que cheguei na IURD, uma adolescente de 12 anos com esses problemas, lembro que foi através de um programa de TV “Ponto de Fe’”, que resolvi ir para a igreja. Eu cheguei em uma quinta-feira, eu entrei e já logo senti uma paz, me senti tão bem. Desse dia eu comecei a freqüentar a igreja, pois eu vi algo diferente, na verdade no inicio eu não tinha fé que minha vida iria mudar, mais quando eu entrava lá, eu senti aquela paz, e desejava que ela estivesse na minha casa também, era o que me fazia ir para a igreja. Mais eu não imagina o plano de Deus na minha vida, e foi aí que tudo começou.

Obs: Mais pra frente, estarei dando a cotinuação quando começou o meu casamento. Estou começando do inicio para vocês entenderem como foi o meu batismo com o Espirito Santo, e o meu encontro com Deus.

Estarei continuando....