sábado, 22 de maio de 2010

Decidir Fazer Tudo



Não basta entender que é preciso lutar para conquistar, porque, inclusive, há pessoas que lutam muito, porém não conseguem alcançar os seus objetivos. Então, como se deve alcançar a realização?

É preciso DECIDIR FAZER TUDO o que está ao nosso alcance! É pensar, falar e atuar positivamente, sendo que é apenas a partir desse momento que Deus atuará. Enquanto não fizermos tudo o que estiver ao nosso alcance, é impossível acontecer a realização.

DECIDIR FAZER TUDO significa: fazer tudo dentro e fora da igreja! Muitos fazem diante de Deus, mas falta atuar fora; outros fazem tudo fora, porém ignoram a Deus. Por isso, vemos pessoas que estudaram anos a fio, mas não se sentem realizadas e outras que dizem crer em Deus, mas tampouco se sentem realizadas. Porque não basta fazer muito. Para Deus, "é tudo ou nada!"

Fazer TUDO requer esforço, confiança, dedicação, perseverança, ou seja, TODA a nossa vida, uma entrega TOTAL. Por exemplo, Deus só abençoou por completo Abraão quando este se mostrou disposto a sacrificar o seu TUDO. Abraão, quando Deus lhe disse "sai da tua terra.", não só ouviu, como DECIDIU FAZER TUDO conforme Deus havia mandado.

Abraão, apesar de já ter uma idade avançada, tinha a disposição de DECIDIR FAZER TUDO como Deus lhe ordenara.

Deus respeita a decisão da pessoa de fazer tudo ou não. Mas somente os que estão dispostos a DECIDIR FAZER TUDO, conforme a Sua Palavra, alcançam a realização. Somente DECIDINDO FAZER TUDO é que será possível uma mudança total. Quem faz tudo conquista, desfruta, alegra-se, sente-se realizado em tudo o que sempre sonhou. A realização no presente é fruto do que fazemos.

Foram sete as promessas feitas a Abraão, representando a perfeição, e nada, absolutamente nada, foi deixado em falta. A verdade é que Deus viu a atitude de Abraão desde o início; a sua integridade, a obediência, a fidelidade à sua esposa, etc. Abraão mostrou o seu caráter, quem ele era, não com palavras, mas com atitudes. No auge da sua alegria, que era o seu filho, esperado por aproximadamente 60 anos, Deus lhe pede o mesmo e ele entrega-o em sacrifício ao seu Senhor.

Caso semelhante é o de Moisés, pois só apenas quando este se mostrou capaz de fazer o seu TUDO (de superar as suas limitações) é que Deus pode libertar o povo de Israel.

Josué rodeou as muralhas, mas foi apenas quando gritou, juntamente com o povo, é que Deus as derrubou. Até o próprio Senhor teve que DECIDIR FAZER TUDO pela salvação da humanidade!

Deus faz isto para ratificar a nossa independência, ou seja, para mostrar que está apenas nas nossas mãos que a mudança seja operada ou não. É a nossa capacidade de FAZER TUDO (ou não) que faz com que o sonho se concretize. É nesta fase que o ser humano mostra a sua convicção, firmeza e confiança; é nesta fase que demonstramos se, de fato, estamos firmes na nossa decisão. Foi isso que mostrou Daniel, quando colocado diante dos leões, no interior da cova para onde os seus inimigos o tinham enviado, por causa da sua decisão de orar ao seu Deus.

É esta nossa postura que determina o estado atual da nossa vida. E por isso não podemos "culpar" ninguém pela vida que temos, senão a nós mesmos, já que fomos nós que optamos por dar ou não o nosso TUDO.

Fidelidade, integridade e bom exemplo fazem também parte do nosso TUDO, já que a nossa vida tem de espelhar o que somos ou no que acreditamos. O sobrenatural (o papel de Deus) é apenas um complemento do nosso TUDO.

Para quem tem objetivos ou sonhos, este é o caminho a seguir, esta é a decisão a ser tomada, de FAZER TUDO o que está ao seu alcance!