quarta-feira, 16 de abril de 2014

Quer ser Mãe Espiritual? Parte 4

Nós temos prolongado sobre este assunto, pois é um assunto que muitas desconhecem sobre o verdadeiro papel que temos, a verdadeira responsabilidade que devemos cumprir com Deus... uma vez praticada, além de multiplicar pessoas de Deus, pessoas fortes na fé, salvas... ela também recebe o melhor, que vem de Deus.

Neste último domingo (13) pude sentir um pouquinho da dor de Deus, a dor que nem sonhamos que Ele sente – A dor de ver um servo(a) que poderia ser usado para salvar, mas por seus interesses pessoais tem empurrado almas para o inferno, tudo por causa de uma responsabilidade diante dos homens... sinceramente, ao saber desta situação, simplesmente falei para esta alma que veio falou sobre isso: Não importa a onde você esteja, não importa o que você vê, escuta, lembre-se: a sua alma é o mais importante, do que todas as suas habilidades! o homem é falho, mas Deus não, coloque sua vida no colo de Deus, este colo é verdadeiro colo de Pai... mesmo que venham pessoas cheias de si querendo juga-la, marca-la pelo que passou com você, devido a falta de maturidade, lembre-se: Jesus te perdoou! Se Ele perdoou e apagou, quem sou eu ou quem é os demais para apontar para você?

Depois disso, eu fiquei a tarde toda pensando, chorei, senti um pouquinho do que é a dor de Deus, pois imaginei quantas pessoas no mundo todo tem lutado para recomeçar? e, quantas mães espirituais ao invés de ajudar neste momento difícil, tem empurrado as almas que tem se arrependido e quer recomeçar tudo de novo? Quantas almas dentro da igreja que já foi ex isso, ex aquilo, que tropeçou, caiu e agora vem lutando, não só contra o inferno, mas também tem lutado contra os julgamentos e palavras negativas de mães espirituais (servas(os)), que não tem feito seu papel, seu prazer está em se sentir melhor, se sentir mais santo (as) do que os outros e pra quê??? É muito triste o que se passa nos dias de hoje.

Gerar filhos da carne já é um dom, imagine gerar filhos Espirituais? 

Uma mãe espiritual é capaz de doar a sua vida, é capaz de tomar decisões trágicas para com as suas vontades em favor de salvar os seus filhos.

Sua existência é em si um ato de amor. Gerar, cuidar, nutrir. Amar, amar, amar... Amar com um amor incondicional que nada espera em troca! Afeto desmedido e incutido!

Ahhhh, são raras estas jóias, e estão em falta nos dias de hoje… Que estejamos em busca em ser essa mãe spiritual…. E como ser? Somente quando deixamos os nossos querer e damos ouvidos a voz de Deus… uma vez isso acontecendo, os seus olhos abrem, suas atitudes mudam.

Ser Mãe Espiritual é se deixar ser tocada pela mão de Deus!