segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Tudo Começou através do Sacrificio


Começamos a caminhada rumo ao Sinai, e aqui na IURD que estou, o povo esta aprendendo à sacrificar, pois a nossa IURD é nova, e está sendo uma experiência maravilhosa que esta me renovando, fez eu lembrar do meu primeiro sacrifício, que vou contar um pouquinho aqui.

Sou da IURD desde que era criança, mais sempre que chegava a CAMPANHA DE ISRAEL, meu pai me dava o meu sacrifício, pois ele não deixava eu sair na rua pra construir, isso me incomodava muito, porque eu via as outras meninas construindo seu próprio sacrifício, por mais que eu jejuasse e orasse, mas eu achava que não era sacrifício.

 Até que um dia minha mãe e meu pai saíram da igreja, e me tiraram também, eles me proibiram de ir na Igreja Universal, e nesse meio tempo eu já era obreira, minha própria mãe rasgou meu uniforme de obreira, e disse que ela estava me tirando da obra. Nós fomos pra outra religião, só que eu não gostava da igreja que ela ia, então me rebelei... disse a ela que se não me deixasse ir a Igreja Universal, que eu tinha encontrado à Deus, então... eu não ia mais a nenhuma igreja, foi aí que eu dei ouvidos a voz do diabo e fui para mundo, ai começou a minha desgraça.

Comecei a namorar um rapaz, passei exatamente 1 ano fora da igreja, até que um dia depois de sair de uma festa, sentir imensa vontade de ir a igreja, via as obreiras passando pela manhã e na minha mente passava um filme de como eu era feliz... então fui a igreja, cheguei na FOGUEIRA SANTA, e nem sei como subi no altar e peguei meu envelope, eu disse a Deus se Ele me amava, e se eu era uma escolhida Dele, queria tudo de volta, minha família na IURD, queria sua presença de volta, e queria fazer sua obra, sai de lá decidida, naquele mês peguei todo meu salario, pois trabalhava e ganhava muito bem, e coloquei tudo no envelope. Nossa, minha mãe ficou revoltada com que fiz , mais fiz, não demorou muito, minha família voltou pra igreja.

Só que eu não voltei pra igreja, pois havia mais uma coisa pra mim renunciar, meu namorado, e também as amizades do mundo que não me deixavam, e mostravam pra mim que era legal ser do mundo, nossa fiquei louquinha, saia pra festas, mais quando todos me deixavam eu sentia um vazio, e vontade de voltar pra Jesus, foi que tomei minha decisão de voltar, de corpo, alma, e Espirito, deixei o que fazia de errado, comecei a ir para as reuniões, me libertei, mais ainda tinha uma renuncia a fazer... meu namorado. Ele não gostava da igreja, e eu sabia que se ele não estivesse na mesma Fé, não ia adiantar nada, foi quando conversei com ele e, disse que se ele não fosse comigo, eu terminaria o namoro, ele não acreditou em mim, então me lancei em Jesus. Já sentia vontade de evangelizar, de ajudar na obra, quase não tinha tempo pra ele, foi quando o pastor me chamou e perguntou se eu queria ser obreira, eu dizia que não, porque tinha meu namorado, ate que no domingo de manhã, o pastor ia levantar uns obreiros, no domingo de manhã na busca, ele começou a chamar as pessoa que ele ia levantar a obreiros, e nesse momento, ele me chamou , na hora não entendi nada... mas dentro de mim, Deus falou muito forte, e eu disse: já que o Senhor me chamou EIS-ME-AQUI... e assim, voltei pra obra, mais ainda tinha o namorado, e fui falar com o pastor, ele me olhou e disse: Você e DEUS vai saber o que fazer.

Naquela altura meu namoro tinha mudado muito, conversava mais com ele do que beijos e abraços, mais não tinha coragem de terminar. Até fui para a primeira reunião de obreiros, e a reunião foi toda pra mim, o bispo falou sobre namoro, parecia que ele sabia o que eu estava passando, e disse que como poderia dar certo um obreira namorando com um rapaz que não estivesse na mesma Fé, pois se ela e filha de Deus, e ele filho do diabo, a Luz não se mistura com as trevas. Nossa, sai daquela reunião decidida, cheguei em casa e, lá estava o meu namorado me esperando, não disse nem oi, só disse assim está tudo terminado... acabou... meus olhos se encheram de lagrimas, meu coração por dentro espedaçado, mais minha mente forte, e dizendo: é isso aí sem sentimento, ele me olhou e disse: é assim que você quer, está bem, mais veja bem... não tem mais volta, agora é eu que não te quero mais, fica com a tua igreja, não te dou um mês pra você voltar a ser o que era, e foi embora. Quando ele saiu fui para o meu quarto e chorei diante de Deus, e disse DEUS a minha vida esta definitivamente nas tuas Mãos... se for ele pra mim, o Senhor vai trazer ele de volta. Mas ele não era pra mim, Deus tirou aquele sentimento, e me lancei na sua obra, Deus colocou um Homem de Deus na minha vida, e hoje fazemos a obra no altar, esse mês de novembro fizemos 3 ano de casados, depois conto como foi, porque já escrevi um livro aqui rsrsrs, mas tudo começou através do SACRIFICIO.....

DEUS ABENÇOE A TODAS ..... E VAMOS NA FÉ. POIS ESSA E A FOGUEIRA SANTA DA OPORTUNIDADE....COMO DIGO SEMPRE, SEM SACRIFICIO NAO HÁ SUCESSO...

Cirley Paiya - São Paulo de Olivença - Amazonas