quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Ser Espiritual

Muitas mulheres de Deus tentam e não conseguem ser espirituais, estão sempre olhando para as demais e achando que elas são mais espirituais, mais fortes, mais isso, mais aquilo. Muitas têm essa pergunta na mente: "O que é ser espiritual?" E pensam que depende de santificação, de idade, do tempo de igreja, algo muito difícil, só esposa de pastor, só chefe de obreira, só o pastor, só os que jejuam demasiadamente, só os que vivem em propósitos. Elas complicam tanto!

Ser espiritual é simplesmente ser cuidadosa com seu coração. Em I Pedro 3:3, o apostolo dirigindo-se as mulheres, fala: "Não seja o adorno das esposas o que é exterior, como frisado de cabelos, adereços de ouro, aparato de vestuário; seja, porém, o homem interior do coração, unido ao incorruptível de um espírito manso e tranqüilo, que é de grande valor diante de Deus." Ele fala exatamente, do que a gente mais cuida, a nossa beleza exterior. Não tem problema nenhum, pelo contrário.


Devemos cuidar do nosso corpo, afinal, não somos nós o templo do Espírito Santo? Temos várias razões para cuidar do nosso corpo: marido, exemplo de mulher, ser agradável etc. Mas o que o apóstolo quer dizer, realmente, é que nós devemos nos preocupar mais com o nosso interior, o que às vezes não acontece.

A mulher demora horas se pintando, indo ao cabeleireiro, comprando roupas e quando vai ver, só sobrou alguns minutos do dia (se sobrou) para examinar seu coração.

A mulher espiritual é aquela que cuida mais do seu interior do que o seu exterior. Seu coração vem primeiro na sua lista de beleza. E por isso que muitas vezes se tenta fazer e fazer e nunca chega a lugar nenhum. Cuidar do coração não quer dizer fazer algo, e sim tratar. Lendo a Palavra de Deus, orando, vivendo em espírito de oração, procurando a direção de Deus em tudo, se examinando diariamente, se moldando à Palavra de Deus, e a lista continua!Quando a mulher cuida assim do seu interior, ela tem sempre uma Palavra para dar. Ela pensa antes de falar. Deus revela coisas fortes à ela. É uma intimidade que ela mesma conquistou. Tudo então começa a dar certo, todos a vêem como mulher de Deus, um exemplo. Ela passa a ser uma "MULHER ESPIRITUAL".

Sua vida é um livro aberto, não precisa se esconder atrás de uma imagem falsa. Muitas obreiras, hoje em dia, gostam de mostrar uma espiritualidade que simplesmente não existe. A partir do momento em que a pessoa precisa mostrar ou provar algo, ela já está provando que não é. Como disse o nosso Senhor: "Pois todo aquele que pratica o mal, aborrece a luz e não se chega para a luz, a fim de não serem argüidas as suas obras. Quem pratica a verdade aproxima-se da luz a fim de que as suas obras sejam manifestas, porque feitas em Deus."

Tem obreira que tem até medo de falar quando está perto da pessoa responsável ou do pastor. Ela finge que é quietinha, quando na verdade só a sua família sabe o que tem atrás daquela linda face.

A mulher espiritual é aberta, não tem nada a esconder, nem mesmo suas falhas. Ela não tem medo ou receio de mostrar suas falhas e defeitos, não se preocupa com sua imagem, ou o que vão pensar dela. Ela sabe quem ela é! Ela sabe a Quem ela serve!

Todos, então, sabem quem ela é, e por isso confiam nela porque sabem que ela fala o que sente, ela é sincera e verdadeira.

D.Cris Cardoso