segunda-feira, 11 de julho de 2011

Medo e Covardia - part.1


O coração dispara e a respiração se torna ofegante. Ondas de calor percorrem todo o corpo, as mãos tremem e a transpiração é tão intensa que as pessoas logo percebem sua agitação. Você tem tudo na ponta da língua para a reunião, mas, na hora H, mal consegue falar uma ou duas palavras. E aquela sua grande idéia, que você não teve coragem de apresentar, é finalmente sugerida por um colega e saudada por todos como a grande solução do problema. A reunião termina e você permanece ali, frustrada e sentindo-se uma banana. Uma única pergunta a atormenta: "Por que eu não falei? Por quê?"

A resposta não é nenhum mistério. Não falou porque teve medo, foi covarde. Medo das coisas que você imaginou que poderiam acontecer: Medo de que achassem a idéia não fosse boa. Medo de que o considerassem incompetente. Medo de dar vexame.

São situações como essa que precisamos ser VALENTES e não ter medo... e eu passei por isso esses dias e, sempre vou passar porque o ser humano se adaptar muito fácil as situações (se acomoda), e Deus não quer que sejamos assim, nós precisamos estar sempre revoltadas E O QUE É SER REVOLTADA? É fazer alguma coisa (agir), mesmo que o medo venha, os pensamentos medíocres... mas é você fazer algo, não ficar parada ... não adianta você ter aprendido na teoria que você precisa ser Corajosa, se você não enfrenta e vence o medo, as insegurança, isso só mostra que a sua revolta é só da boca pra fora. 

Sempre terá situações para  ver se realmente somos corajosas... fui transferida para nova igreja em outro Estado, primeiro dia fui para igreja feliz querendo conhecer o povo. A igreja é espanhol... em seguida chegou uma mulher alta, morena e americana e, fui cumprimentar ela. Sinceramente eu sempre fugia quando era preciso falar inglês... prefiro falar na rua, no mercado, tenho até estudado, estou fazendo algo por isso (tenho a teoria), mas na igreja, eu tinha medo, vergonha de falar errado, que me bloqueava todo sempre e, que estava me amarrado por todos esses anos que estou aqui EUA.

A mulher me perguntou simpaticamente se eu era a nova esposa do pastor e, eu disse que sim com um sorriso royal. Conversando com ela (detalhe falando inglês com ela), Ela me falou que a outra esposa do pastor anterior traduzia pra ela a reunião e, que agora ela contava comigo para fazer o mesmo.... Meu Deus!!!! Eu fiquei sem chão, aquela sensação de medo e de querer fugir veio a flor da pele (o diabo não quer que sejamos revoltas e corajosas). 

Sabe o que eu respondi pra ela???

Continuo na quarta - feira contando pra vocês :-)