quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Panelinha, você faz parte dela?


Todas nós temos amigas mais chegadas, com as quais temos mais liberdade para falar sobre determinadas coisas e, nos sentimos mais à vontade para nos relacionarmos (eu amo muito minhas amigas). Mas isso não nos impede de conhecer pessoas e fazer novas amizades, certo?

Mas Infelizmente... hoje é muito comum a criação das famosas “panelinhas” – um grupo de pessoas que se fecham no mundo delas e, não aceitam que ninguém de fora ou de interesse entre. Essas “panelinhas” são prejudiciais aos relacionamentos e existem em todos os lugares, onde quer que existam pessoas. Muitas destas panelas, têm suas próprias regrinhas de lealdade (tem cabimento?), isto é, se um membro da “panela de pressão” dá um vacilo, ela pode ser banida ou ignorada pelo restante do grupo. Geralmente, essas rodinhas sempre surgem, fofocas, risadinhas, amizades grudentas e ciumentas... mas desprezam aos outros. E esses grupinhos muitas vezes são formados por pessoas que supostamente falam que são de Deus... que querem servi-Lo... que se diz convertidas e assim vai...

Mas veja o que a palavra de Deus nos alerta: “Um novo mandamento vos dou: Que vos ameis uns aos outros; como eu vos amei a vós, que também vós uns aos outros vos ameis.” (João 13:34).

Deus é Deus de relacionamento, união e de amor. Ele não nos criou para nos relacionarmos com apenas um grupo de pessoas, e muito menos quando este grupo exclui, menospreza ou afasta as pessoas. O Senhor Jesus não deseja que nos fechemos num grupo em que ninguém mais entra, essa atitude não tem nada de Deus! É uma vergonha isso em nosso meio! Ao contrário, devemos sempre nos aproximar das pessoas, abrindo nosso “leque” de amizades para trocarmos experiências e crescermos mutuamente e ganhar almas... lembra??? Todas são Almas!!!

Que fique esse alerta para todas nós, eu me incluiu também: Que nos seus círculos de amizades sempre possa haver espaço para mais uma amiga entrar. Lembre-se: aquele que é de Deus é modelo para os outros e, tem um diferencial no seu comportamento: é amiga, é companheira e incentiva novas amizades e não tem ciúmes das suas amigas. Uma pessoa que age assim afasta as “panelinhas”, impedindo-as de contaminar os relacionamentos em nosso meio. “Panelas, tô fora!”

Se você faz parte de uma “panelinha” e percebe a grande importância de quebrar as barreiras para novos integrantes no seu grupo, faça esta proposta hoje para o seu grupo e, os incentive a praticar o amor do Senhor Jesus. Na maioria dos casos, elas não admitirão ser uma “panelinha” e, tentarão convencê-la de que você está redondamente errada. Mas mantenha uma personalidade de Deus, seja forte e não ceda as pressões e “as caras amarradas”.

Faça o que Jesus faria se estivesse no seu lugar. Mostre o seu amor por Ele.