sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Pedra no Sapato - Parte3

Assuma-se

Insegurança é deixar a sua decisão nas mãos dos outros e os responsabilizar por isso.

Veja alguns pontos dessa pedra chamada insegurança:

* ter no espelho o seu maior inimigo;
* cismar com o silêncio de quem se gosta;
* recear o fantasma do abandono;
* precisar de ser-se encorajado(a) a todo o momento;
* não tenta com medo de falhar;
* precisar de ser-se protegido(a);
* não recupera de um fracasso;
* não acredita na própria essência;
* perturbar-se com críticas negativas;
* hesitar dar um passo em frente;
* procura estabilidade instavelmente;
* precisa da garantia da presença alheia;
* esconder-se com medo de ser encontrado(a)

Chega ser uma covardia agir desta forma: passando a frente uma responsabilidade que é sua e fazendo de conta que você não é completamente responsável pelo que faz.

É obvio que nem sempre você pode estar 100% certo da direção a tomar para uma ação que realizará, mas mesmo assim, deve buscar a coragem dentro de você para fazer o que acredita ser o certo.

Tenha sempre claro que você é 100% responsável por suas próprias ações e decisões.

E dentre tudo isso, o desafiador é lidar com as próprias inseguranças e as inseguranças dos outros.

O grande passo para resolver e tirar essa danada pedra do sapato que é ‘a própria insegurança’, é assumir as suas responsabilidades de fato e de direito, sem se deixar seduzir pelo conforto da omissão, nem tampouco deixar-se manipular pela vontade alheia.

Desta forma você se blinda contra si própria e deixa de ser apenas uma figurante para as suas ações.

Sim, primeiro você se enfrenta amiga, depois enfrenta o mundo.

Lidar com as inseguranças dos outros é muito mais complexo, no sentido de que não se tem controle sobre o que os outros fazem, mas se você mantiver a postura responsável e nunca, em hipótese alguma, deixar-se manipular, colocando sempre as cartas na mesa e agindo quando deve agir, com certeza blindará as ações dos inseguros em sua direção.

Há sempre àquelas que usam de artimanhas para repassar as suas próprias dificuldades para os outros, seja publicamente ou anonimamente. E com isso conduzem as suas ações de forma individual e com o foco em “salvar o próprio couro” todo o tempo.

É muito difícil assumir compromissos e responsabilidades, seja quando está tudo bem ou quando não está, mas essas que estão preocupadas apenas com si próprias são as maiores colaboradores para disseminar insegurança aliada à manipulação.

As inseguras não são os que tomam decisões mesmo que possam não parecer as melhores, por acreditar nelas; são os que não tomam decisões para responsabilizar o mundo pelo que lhes acontece.

Saiba lidar com a insegurança, sendo verdadeiramente responsável.
Assim você assume o que você pensa e o que você faz.

Uma perguntinha... esses posts tem ajudado você???