quinta-feira, 7 de março de 2013

Engolindo sapo!



Quem já ouviu ou falou essa expressão? Ah, Claro que todas nós! Mas o que significa a expressão engolir sapo? É suportar situações desagradáveis sem qualquer manifestação.

Bom pra mim tem um outro significado e isso tem feito toda a diferença pra mim. Vou dar um exemplo antes de chegar a onde eu quero chegar, para que vocês entendam a importância.

Hoje em dia é moda casar e descasar, você casa e se você não quiser aguentar (engolir sapo), não quiser ficar convivendo “tolerando” as imperfeições da pessoa que você casou, simplesmente você pede o divorcio! É muito simples e rápido, claro que na hora você resolve o SEU problema, você não precisará mais engolir os sapos de pernas abertas do seu parceiro(a)... mas, saiba que tudo vai ser perdido! Até as coisas boas que você tinha no seu casamento que fez você gostar do seu parceiro(a), vai tudo para o lixo, não é?

É assim também com todas as pessoas ao nosso redor e, com as pessoas (amigas, colegas e etc) que passam em nossas vidas, elas tem suas imperfeições assim como nós. 

Uma coisa que eu tenho apreciado bastante nesses anos servindo à Deus, é ter que conhecer muitas pessoas diferentes, de culturas diferentes e de atitudes diferentes. Eu tenho engolido muitos sapos de pernas abertas e sabe por que? Porque eu tenho aprendido que ser tolerante é uma das virtudes que nós pessoas de Deus temos que ter. Isso não quer dizer ser uma pessoa fraca e sim ser madura e misericordioso de entender as pessoas, e sabe porque eu faço isso? Porque eu tenho cultivado valores muito especiais pra mim que supera as imperfeições das pessoas e, assim também quantas pessoas que tem feito isso por mim? É uma troca. 

Quando não há esse entendimento, é mais visível as imperfeições do que as qualidades, e muitas vezes acabamos tomando atitudes emocionalmente trágicas (não queremos engoli sapo, não ser tolerante, não descer do salto, não deixar barato) e daí resolvemos o problema no momento (brigamos, reclamamos, ah temos a razão – até temos ao nosso favor), não precisamos mais tolerar as imperfeições, resolvido! Mas lembre-se é como um divorcio, o problema acaba, mas as coisas boas, as qualidades acaba junto também.

Não quero dizer que você tem que tolerar tudo! Tipo ver uma pessoa pecado e não fazer nada, ver uma atitude que é contra a palavra de Deus e você tolerar isso... eu quero dizer as nossas imperfeições – as nossas chatices do dia-a-dia que tem em todo relacionamento com pessoas.

Tenho aprendido ser mais misericordiosa e tenho visto que isso tem faltado muito nos dias de hoje, fica esse alerta! Se não somos misericordioso com os da nossa própria casa imagine com os de lá de fora? Será que temos sido imitadores de Cristo?

Nós, que somos fortes, devemos suportar as fraquezas dos fracos, e não agradar a nós mesmos. (Romanos 15:1)