quinta-feira, 11 de março de 2010

Quando fui chamada para ser obreira


Eu fui crescendo e me dedicando, agora mais segura, sem enganação, sem mascaras… mais sendo eu mesma. Era o meu prazer servir a Deus, em quase todas as reuniões da noite estava lá, sentava com as pessoas e o meu caderninho de oração, e pedia os nomes para orar. Atendia os jovens, colocava o meu coração na minha tribo enfim… tudo para o meu Deus.

O tempo foi passado, e muitos me falavam porque você não é obreira? Entra no curso de candidatos? Lá você irá se preparar, será colaboradora. Eu resolvi participar, mais não para ser obreira, e sim para aprender mais. Eu fiquei 6 meses no curso aprendi muitas coisas. Mais não fui levantada. E continuei fazendo o que sempre amei fazer, não me importava em ser obreira.

Mais algo começou a mexer comigo, eu não queria crer, mais eu comecei a ter um desejo de ser obreira, depois de 2 anos na igreja. Eu até já estava sonhando de uniforme rsrs… mais minha preocupação era de não deixar a ansiedade prevalecer. Eu só tinha apenas 14 anos era uma criança, mais com uma mente adulta.

O pastor da Igreja naquela época já tinha uns 2 anos e alguns meses na igreja de Cubatão, era o Pastor Roberto Texeira… ele já me conhecia, Mais ele foi embora, eu pensava… agora o novo pastor terá que me conhecer, eu terei que entrar no curso de novo. Mais na mesma hora eu falei com Deus, que estava nas mãos Dele. O novo Pastor ficou uma semana na igreja, eu lembro que minhas horas de almoço, eu ia na igreja limpar os banheiro ou salão. Eu estava lá limpando o salão sempre fazia isso, eu amava está na igreja, de poder limpa-la… estava lá pronta se o pastor ou obreiro me chamasse para pedir algo, eu sentia tão útil, mesmo que fosse para buscar algo na padaria, farmácia e etc.

Lembro que foi uma Quinta-feira, lá estava eu como sempre na igreja na minha hora de almoço, eu só tinha visto o novo pastor na Quarta pela primeira vez, pois ele tinha feito a reunião. Eu estava varrendo a igreja e ele observando de longe. E continue limpando, em seguida foi vindo em minha direção, meu coração começou a bater… e logo me perguntou: Você é obreira? Huahua eu não espera essa pergunta, e respondi: Não pastor, sou do grupo jovem. E ele me disse: Mais agora, você é obreira… estou indo embora, mais estarei avisando o outro pastor que eu te levantei. Eu não tive reação, não esperava, eu vi Deus naquele momento me levantando… marcou a minha vida.

No mesmo dia chegou o outro pastor, era o Pastor Roberto de novo rsrs… fui logo falar com ele, e foi confirmado que eu era obreira… eu não podia imaginar.

Ali eu vi que quando deixamos Deus agir, Ele age de uma maneira sem explicação. Ele sabia a intenção do meu coração, sabia que fazia para Ele. Sabia que não me importava quanto tempo esperaria para ser obreira. Porque mesmo ainda não sendo, eu já era obreira. E as vezes muitos pensam que quando forem obreiros... aí eles irão fazer, sendo que quem levanta nós mesmos de obreiros somos nós... sendo deis de já "Um".

Uma vez escultei essa frase: "Tem muitos obreiros que não são servos e tem muitos servos que não são obreiros".