quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Boas intenções? Só com um novo coração!


Você tem ouvido e lido tantas mensagens a respeito de manter uma boa intenção em seu coração, mas como ter essa boa intenção se o coração ainda não for novo? Difícil não é?

Quando agradar a Deus e se preocupar com o que Ele pensa ao seu respeito não é sua prioridade, mudam-se as intenções....

Por exemplo: a pessoa que deseja ser rica, prosperar, você acha que Deus vai permitir isso acontecer se não for pra glorificar o nome dEle? Ou, a esposa que quer o marido de volta, luta e faz correntes na igreja, mas pensando somente em seu bem-estar, não está preocupada com a salvação da alma dele, seu marido irá voltar? Ou, a obreira que tem o sonho de casar com um pastor, mas simplesmente por querer ser feliz na vida sentimental, ou querer um título, o sonho dela é servir no altar ou se servir do altar?

O novo coração não tem interesses pessoais, nem malícia, ele é puro e livre de toda influência maligna, não julga e não permite em seu interior ressentimentos mínimos que sejam. Se você ainda não tem esse novo coração, não consegue manter uma comunhão com Deus, uma hora está bem e outra está mal, não tem propósitos firmes com Ele, precisa buscar com todas as forças. Abaixo segue um propósito que eu aprendi a muito tempo, e muito me ajudou e creio que pode ajudar você! Uma oração de preferência pela madrugada, pois exige maior sacrifício, com 3 finalidades:

1- Falar pra Deus o que fez (atitudes que tomou – coisas talvez que ninguém saiba que você faz) durante aquele dia, que você sabe que desagradou à Ele.

2- Falar pra Deus o que falou (tipo mal de alguém, ou uma fofoca, uma mentira, um palavrão, respondeu com ignorância ou rebeldia pra alguém), que claro, desagradou a Deus.

3- Falar pra Deus o que pensou (em sair da igreja, em desistir de tudo, que já tentou tantas vezes e parece que nunca vai conseguiu mudar, etc.), que desagradou, à Ele.

Após esse desabafo, ufa!!! Você deve se arrepender, dizer pra Deus que precisa mudar e que sem ajuda dEle não vai conseguir, isso amiga tem quer ser do fundo da sua alma, do seu coração, porque disso depende vida e vida eterna! Talvez pelo fato de você não viver no pecado, não ache que precise mudar e isso tem impedido você de receber esse transplante espiritual. E é claro depois de tudo, começar a vigiar e pôr em prática as devidas mudanças! Isso requer de você um esforço diário!

E como saber se realmente ouve essa transformação? Avalie seu interior, qual voz tem obedecido, e é certo que se lembrará daquele coração antigo e da velha criatura com desdém. Nunca irá mencionar suas antigas atitudes e emoções com alegria, pelo contrário, sua glória está em ter conhecido a Deus, e então seu passado servirá apenas como testemunho, pela grande diferença que há ou haverá em você!

“Então, vos lembrareis dos vossos maus caminhos e dos vossos feitos que não foram bons; tereis nojo de vós mesmos por causa das vossas iniqüidades e das vossas abominações”. (Ez 36:31)

Não deixe pra depois algo que é extremamente necessário: a conquista desse novo coração! E não adianta você tentar justificar a falta dele colocando a culpa nos problemas, ou nos maus testemunhos que vemos por aí, ou qualquer outro motivo que seja! A responsabilidade é pessoal, ok?

“Lançai de vós todas as vossas transgressões com que transgredistes e criai em vós coração novo e espírito novo; pois, por que morreríeis, ó casa de Israel? Porque não tenho prazer na morte de ninguém, diz o SENHOR Deus. Portanto, convertei-vos e vivei”. (Ezequiel 18:31-32).

Roberta Kelly.